Os alunos do 10º ano do curso desenho de arquitetura visitaram na passada terça-feira, dia 14 de novembro à Fundação Instituto Marques da Silva no Porto, onde estava patente a “Construir um paraíso perdido / Por uma casa livre”. Uma experiência partilhada de desenho de Alfredo Matos Ferreira e Álvaro Siza, o projeto não construído de uma habitação na Parede, desenvolvido entre 1961 e 1967; ainda assim, um trabalho que constitui um momento operativo na crítica à abstração do Movimento Moderno, e de ultrapassagem de ressonâncias do “Inquérito à Arquitetura Popular.

Share This