Luís Barbosa vive e trabalha no Porto como fotógrafo freelancer e formador no Instituto Português de Fotografia. Colaborador de diversas agências de renome, desde 2008 que tem vindo a documentar festivais e actividades culturais no Porto e norte de Portugal. Dada a sua vasta experiência na área da fotografia, não foi surpresa que os organizadores do projeto “The portuguese prison photo project” o convidassem para representar o olhar nacional sobre o sistema prisional português. Conjuntamente com o suíço, Peter Schulthess, confrontaram-se e complementaram-se perspetivas diferentes sobre um mesmo tema. A sua visão a preto e branco, mais emotiva, acabou por ser o mote para toda a palestra que ocorreu no auditório do iai, no passado dia 21 de novembro, pelas 10h. Após a visita à exposição patente no Centro Português de Fotografia, os alunos participantes na atividade não se coibiram de colocar questões em torno dos bastidores da exposição e de toda a experiência técnica e conceptual vivida por este fotógrafo.

Share This